Vida bicicleteira

Mês de julho, aqui no Norte, é mês quente.

Vida que segue.  Encontrar um rumo de continuidade. Tomar a vida para si. Seguir adiante. Colocar a vida no seu prumo. Vida só é vida se estiver em movimento. Vida que segue.

Neste artigo vou tecer reflexões que voam pelo vento, no andar de bicicleta. A arte de seguir adiante. A arte de se movimentar e tornar a vida leve.

Então, parto da premissa, científica, de que não existe estabilidade. O tempo não cura por si só. Não existe a tal linha reta do passado, presente e futuro. O Universo não se movimenta de forma linear.

pattern-3195026_1280
No sistema dinâmico não há certezas, só probabilidades.

O físico e filósofo Thomas Kuhn ao formular o conceito do paradigma afirma que ele pode sofrer mutações, é verdade, mas que o verdadeiro progresso científico é descontínuo, não linear, porque ele ao se instalar quebra padrões estabelecidos. É a revolução. Um novo paradigma é revolucionário ao dar o salto, desconstruindo o anterior.

Os sistemas são dinâmicos, complexos e não lineares. A força motora que faz você ir além não se preocupa muito com o que está estabelecido. Assim se processa a vida.

Teoria do Caos

O matemático e meteorologista Edward Lorenz, no início da década de 60, definiu matematicamente o marco da denominada “Teoria do Caos”.  Num sistema dinâmico, complexo e não linear, pequenas mudanças no início, uma sutil variável diferente, são capazes de gerar mudanças profundas em todo o sistema ao longo do tempo.

É como se uma borboleta tão bonita, meu delírio, quanto mais delicada, ao bater asas no Brasil causasse, tempo depois, um tornado no Texas, como bem explicitou Lorenz. Efeito borboleta. Teoria do Caos.

cats-5078448_1280
A borboleta transforma destinos

Vou repetir a beleza dessa Lei Cósmica: uma pequena mudança, no início do processo, pode causar grandes repercussões, inesperadas, imprevisíveis e surpreendentes, que aparecerão a longo prazo.

Mas, então, você está no meio do processo e agora ficou com receio do resultado? Fique tranquilo. Respire fundo e escute o Chico.

“Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim” (Chico Xavier)

Novo Começo

É muito importante viver a vida como quem anda de bicicleta, sempre pedalando para o caminho acontecer.

Significa ter uma meta, uma trilha, uma escolha,  decidida como um objetivo específico de um plano de ação. Não deixar as coisas acontecerem ao sabor do vento, porque não há, ainda, uma certeza e uma estabilidade para se materializar aquilo que você quer.

Quando estamos pedalando, avançando em direção ao nosso destino, conscientemente definido, há uma tendência de estagnação ao padrão anterior, caso não empreguemos a força necessária para fazer acontecer. Ao estagnar, a curva faz um declínio e, assim, voltamos ao padrão anterior.

O pedalar, então, deve ser contínuo, diário, ritmado e constante. Não sei se você sabe, mas o nome disso, em outras línguas, é ter foco, disciplina e perseverança.

Se não pedalar, o que acontece com a sua bicicleta? Ela para. E, assim, você não chegará ao seu destino. Não há outra opção, a não ser colocar força nas pernas e voltar a andar com a mesma intensidade de antes.

Ou seja, independentemente qual seja o seu plano, se é cantar pro seu bem, como diria o poeta mineiro que homenageio neste artigo, ou ser milionário, não importa. Ou você emprega a força constante para o seu crescimento, para alcance da sua meta, ou ela não se realiza.

A esterilidade da não aceitação

Não aceitar o conceito de que a vida é antes de mais nada você com a sua bicicleta, só atrasa a chegada, só dá peso ao trajeto.

Não aceitar que você é responsável pelas suas escolhas e reações  só lhe torna, ao longo do tempo, infértil de felicidade.

Você com você mesmo.

Não adianta quebrar a bicicleta nem ficar mudando a rota a cada manhã. O caminho do coração não admite atalhos.

Pode o processo estar cansativo: vá além.

Pode você não ver o horizonte: tenha fé.

Pode a montanha à sua frente, a ser ultrapassada nesse momento, ser tão monstruosa de tão grande: confie em você e na sua proteção.

Pode haver necessidade de descanso para seguir o caminho: busque uma forma.

Pode as pessoas rirem de você: escute seu coração como bússola.

mountain-bike-1149074_1280
Descanse sem se sabotar, sem sair do caminho.

A nuvem boa lhe acompanha toda vez que você consegue colocar no lugar o seu olhar mais bonito, transformando o processo e saboreando a paisagem.

Ladeira não é declínio

Quem anda de bicicleta na vida sabe que o caminho muda com o tempo.  O clima interfere, as estações do ano geram situações novas e o relevo altera a forma da condução.

Uma ladeira abaixo não é sinal de declínio; às vezes é sinal de mudança rápida. Utilizar a ladeira para andar de banguela, significa deixar o ego de lado. É seguir a correnteza da estrada.

Às vezes, a gente se guarda para quem não nos quer, e, para andar de bicicleta, a vida requer da gente a capacidade de se adaptar ao entorno.

Se algo estava bem e teve mudança brusca ou realmente está sendo muito dificultoso, pode ser um sinal de alerta e da necessidade de freio, para fazer a readaptação.

Uma mudança de trajeto não representa mudança de objetivo, muito menos fracasso na vida. Ao mudar de rota, você pode estar encontrando, na verdade, o seu melhor caminho.

Vida em equilíbrio

É importante que o processo gere o prazer do andar de bicicleta, da liberdade e da leveza que somente quem tem o compromisso conhece. Passar a mão no guidão e ficar tudo no lugar e ir em direção à estação do amor.

bike-1764232_1280
Assuma o guidão da sua vida.

Mas se você não vivencia isso, não se preocupe. Respire fundo e escute o Albert.

“Viver é como andar de bicicleta. É preciso estar em constante movimento para manter o equilíbrio” (Albert Einstein)

Movimento e equilíbrio. Não é se movimentar para criar instabilidade. Nem é ficar indo de um lado para o outro, sem realizar nada que valha a pena. Não é dar voltas em círculos.

É se movimentar em direção àquilo que se quer para si.

Essa vida é mesmo bicicleteira! Ela pede apenas que você queira viver, mexer o esqueleto e entrar na dança. Vamos?!

Álvaro de Matos

 

Mistério sem nenhum segredo

Seguindo na trilogia gerada na quarentena de 2020, com  Um Bicho Solto  e  Internet não traz conexão, fechamos com o que realmente importa…

A conexão com o coração.

O mais simples é o mais poderoso. O mais fácil é o mais difícil. O segredo sempre está na nossa cara. A conquista não está no espaço. A conquista está sempre dentro de você.

O mundo se expande para dentro. Como se faz isso? Ativando a energia do coração.

Assim me conecto com o meu Universo, meu Infinito Particular, com meus fractais, meus eus interdimensionais, com a Fonte.

Esta é a verdadeira função, sagrada, do coração.

O coração é o primeiro órgão que é formado no útero e é o último órgão que deixa de funcionar na morte.

Coração não é sinônimo de vida loka ou de irracionalidade. Não se trata de romantismos, de exageros ou paixões.  O coração existe prioritariamente para você.  Existe para você exercer seu direito de vivenciar sua conexão com a Fonte.

O coração tem cerca de 40 mil neurônios, tem memória, inteligência, uma mente e é estruturado com uma cadeia de nervos simpáticos e parassimpáticos.

O coração é o local que mais irradia energia eletromagnética do nosso organismo, bem mais que o cérebro. Magneticamente, é quase 5 mil vezes forte que o cérebro; eletricamente, quase 100 mil vezes mais.

Quando se diz que o coração tem razões que a própria razão desconhece é porque é através dele que se faz a chamada verticalização, a meditação consciente.

É através do coração que se faz a decantada união, sua religação com o mistério sem nenhum segredo.

Não há intermediários entre você e o seu Eu Superior, com o Deus interior, com o Self junguiano, enfim, aí reside a verdadeira espiritualidade.

Verdade, vinda coração

No seu coração há um átomo, exclusivo, único no seu organismo. É a chamada chave do seu templo interior. Aí o seu coração se torna um portal. Através dele você sintoniza com o seu Eu Superior, com os demais corpos sutis superiores e com a Fonte Que Tudo É.

Este átomo é chamado de Chama Trina pela linha espiritualista ou de Cristo Interno, se preferir. Neste átomo há um vórtice de energia que capta as 03 frequências básicas da Criação, 03 Raios Cósmicos, com os 03 atributos básicos: Amor, Sabedoria e Poder.

1516133636
Sempre é bom seguir o coração
  • 3º Raio Rosa, à esquerda, frequência do Amor;
  • 2º Raio Amarelo-dourado, no centro, frequência da Sabedoria;
  • 1º Raio Azul, à direita, frequência do Poder.

O interessante do enfoque da Chama Trina é que o trabalho interior reside em adquirir  o equilíbrio entre esses 03 atributos. Não é só o Amor. São os 03 ao mesmo tempo, integrados em você, para você ter a chamada espiritualidade.

Você também pode usar a nomenclatura “Cristo Interno”, ou “Deus Todo Poderoso Presente em meu coração”, ou “Divina Presença Ayam”, ou “Ser”, enfim,  o coração vai atender da mesma forma…

mestresananda
Energia Crística em você

Todo mundo tem a Chama Trina no seu coração, mesmo que não tenha consciência disso.  Não é necessário fazer cursos, nem iniciações, sintonizações, rituais ou batismos. Você nasceu, então tem. É a sua conexão com seu Deus Interior, independentemente de religiões, cerimônias, culturas e crenças.

Você conhece pessoas que são até ateus, mas são mais espiritualizadas do que algumas muito religiosas? Então, isto porque o coração ativado gera uma onda eletromagnética ao redor de si diferente, emana uma frequência mais forte, elevada e harmônica. A pessoa gera benefícios pela sua presença. E é isto que importa.

O Coração Conecta

Sim, como diria a poetisa carioca que homenageio neste texto, eu sei, ele é um músculo involuntário e ele pulsa por você… então, o coração já está ativo, né? Sim, ainda bem, senão você não estaria aqui todo prosa balançando esse seu corpitcho.

Coração ativado tem outro contexto. Significa que a Chama Trina está acesa. Coração aceso é como um modem ligado, captando a frequência divina e irradiando… como um rádio que capta as frequências do seu Eu Superior, do seu Cristo Interno, da Divina Presença e você navega no fluxo dessas ondas taquiônicas.

Imagem1

É o coração ativado que gera os lumens de melhor conexão com a sua Hierarquia Espiritual.

E para isto basta querer essa conexão interior. Mas claro não é só uma questão de birra, de querer, chorar e bater o pé. Querer é antes de tudo se comprometer.

Entender que é simples buscar o centro, está disponível para qualquer pessoa, e isto tem muito a ver com a atenção cotidiana.

O Coração Pensa

O Instituto HeartMath, da Califórnia, desenvolveu vários estudos sobre a relação entre a mente e o corpo, entre o coração e o cérebro. Cientistas perceberam que há um fluxo constante de informações entre ambos.

E desenvolveram um conceito interessante. Quando as ondas cerebrais ficam congruentes com o batimento cardíaco, quando se alcança um equilíbrio nessa interligação, é gerado um bem-estar orgânico, espontâneo, que o médico Dan Winter em 1992, denominou de coerência cardíaca.

Emoções negativas como tristeza, estresse, medo, pânico, cólera e depressão geram instantaneamente um ritmo cardíaco caótico.

Quando você estiver assim, nesse estado caótico, busque o centro. Foque na respiração consciente. Pausada, profunda e qualificada. A mente, então, aceita uma mudança e a autoreflexão. Controle a situação. Entre, conscientemente, no estado da coerência cardíaca. Sinta. Espalhe-a para todo o seu corpo. Deixe, assim, fluir ao seu redor.

Não se identifique com o problema, nem com o pensamento negativo da situação. Torne-se um observador silencioso ou, como Eckhart Tolle fala, torne-se um observador do pensador. Observe sem se identificar com a sua crise. Observe o movimento da sua mente. Desapegue-se dela.

A coerência cardíaca é alcançada no estado de calma interior. O cérebro, assim, gera reações bioquímicas no organismo e fortalece o sistema imunológico. Há uma sensação de bem-estar generalizado.

O estado de coerência cardíaca ativa naturalmente o fluxo da Chama Trina, que na literatura também é chamada de Chama Espontânea, porque flui sem nenhum esforço quando estamos alinhados com nós mesmos.

O Coração Irradia

E como aumentar essa ativação no cotidiano? Com a percepção do poder do agora, da Divina Presença, e com o sentimento de gratidão.  Eles podem ser exercitados tanto no meio dos afazeres cotidianos, quanto num momento reservado de meditação.

Todo momento é o agora. No meio do redemoinho das obrigações cotidianas, se em cada atividade você estiver presente, atento ao agora e com o coração ativado, aquela atividade se torna espiritual.

Pense em qualquer atividade neste momento. Seja na sua casa, arrumanado sua cama, ou lavando um prato, seja numa prova de concurso ou numa reunião com o seu chefe, no fechamento de um negócio, na conversa com um amigo, enfim, em qualquer atividade.

Se essa atividade que você pensou, for executada com o seu coração ativado, ela se torna fluída, harmônica, congruente com a sua essência. Essa atividade, então, se torna sagrada.

cora
Colha os frutos no cotidiano

Com o tempo, quanto se torna uma rotina fazer as coisas desse jeito, seu mundo fica todo sagrado e espiritualizado… você muda o padrão e seu mundo muda de frequência.

De dentro para fora. Do interior para o exterior. Assim se irradia.

A outra forma é a gratidão. Colocá-la na sua rotina. Repito uma frase que gosto muito: um coração grato é um coração ativado.

corat

A gratidão é o nome que a gente dá para a frequência do Ser. A conexão faz com que você sinta uma alegria interior, uma vibração de paz e força, uma serenidade e uma congruência,  naturais.

Você quer sentir Deus? Agradeça.

Meditação Consciente

Como melhor meditar, se você não se lembra, dou umas dicas no Internet não traz conexão. Veja lá…

Minha sugestão aqui é mostrar um norte de entendimento.

A automestria se dá no momento em que você utiliza a sua consciência e individualmente entra e expande seu mundo interior, sem guias, gurus ou manobristas.

A questão toda da meditação para a conexão com a Chama Trina, da respiração consciente, de conexão com o Cristo Interno, ou com a Divina Presença ou com a energia do coração, na verdade, é você ter o autodomínio para entregar o seu Ego.

A mente vem, o pensamento vem e você se desapega dele e entrega. Foca no coração. Foca na respiração. Foca no que ele te diz, que é uma sensação física, orgânica, não é algo mental. Sinta a Divina Presença. Se entregue ao momento.

Então o roteiro é assim:

Respire fundo. Todo momento em que você conscientemente, para seu mundo e foca ao coração, é sagrado, porque é o momento em que você coloca ele no centro. Ele expressa a sua real natureza, espontaneamente. É o eterno agora. O sentir e viver presente. Aceite e traga ele para sua consciência cotidiana.

Este momento é só seu. É seu momento sagrado. É o momento de reconexão. De abertura espiritual. De contato. De comunicação. Do seu coração para o coração do seu Eu Superior. Deixe isso fluir para você  e se expanda…

Você escolhe o tema que mais tem a ver com você e, assim, faça a meditação. Desenvolva-a. Estude sobre os temas, entenda o mecanismo da conexão espiritual, isso é expandir a sabedoria, o cognitivo, em você.

Entenda-se você mesmo, sem orgulho e vaidade. Não se identifique com o erro, não tenha autocomplacência. Tenha autodomínio. Esteja presente. Autodiscipline-se. Isso é expandir o poder pessoal em você.

Tenha amor por si mesmo, se conecte com a Fonte, sinta que o amor parte de você para você e depois para outro, não do outro para você. Amor é harmonia. E não depende do próximo. Isso é expandir a frequência do amor em você.

Conexão traz ananda, êxtase, satori, iluminação. Sem internet e sem intermediários.

Bons mergulhos.

Álvaro de Matos

Internet não traz conexão

Neste momento em que as pessoas precisam ficar em casa, em que o recolhimento social se faz necessário, um instrumento muito válido que favorece o teletrabalho, dinamiza a sociedade,  fortalece os negócios e facilita a nossa vida é a internet.

Então claro que a função deste artigo não é endemoniar a internet. Sem ela você não estaria lendo-o neste momento.

Entretanto, é importante saber viver sem ela.

Na quarentena percebo que a utilização da internet tem sido mais do que nunca intensificada. São determinadas práticas que, agora, pela quarentena, estão limitadas. Então lives são válidas? São sim. Maravilhosas as lives com músicos, as práticas de yoga, danças,  esportes, as conversas e bate-papos. Muito bons os shows no youtube, aulas online, canais de filmes e séries.

Não vou aqui me ater aos perigos reais ligados à pornografia, ao vazamento das informações íntimas, da pedofilia online, da espionagem, do ciberbullying e da interação com pessoas más intencionadas.

Também não vou falar sobre as pessoas viciadas no celular, que dormem abraçadas com o seu precioso,  tem febre de abstinência se ficarem 01 dia longe do seu smartphone, precisam ficar de 5 em 5 minutos olhando para ele ou ficam zumbizadas com tanto jogos eletrônicos na veia.

Muito menos vou falar daqueles que compram ingresso e perdem a conexão única com uma música sendo tocada ao vivo, naquele momento, para filmar e colocar no youtube. Não entendo, mas agradeço.

concert-4125832_1920
Você que grava, não entendo, mas agradeço!

Veja bem, a conexão é interior. Esta é uma grande pegadinha. Sermos treinados a achar que a conexão é externa, que a conexão te deixa integrado e te deixa mais humano.

Com a internet se faz ligações e contatos que são necessários para formar a grande rede em que estamos, e não tem volta. Mas a conexão, a conexão na real, ela é com o seu Eu Superior.

Conexão tem o mesmo sentido do latim religare, e do sânscrito yoga, de união. Sim, conexão vem do latim conexione, nexus, significa união.

Estamos sendo adestrados para conectarmos com o nosso celular, um objeto externo, ao invés do nosso coração, nosso portal interior. Reverenciar e ser escravo da tecnologia.

Atenção! Neste momento destaco uma nova armadilha no pedaço: utilizar a internet, a tecnologia streaming, durante as práticas que reduzem suas ondas cerebrais e acessam seu subconsciente e sua rede neural.

Em casos extremos, como uma meditação em lives, se você tem retaguarda espiritual, de verdade e realmente se garante, uma vez ou outra, vá lá.  Mas isto é raro. Muito raro, mesmo.

Os Efeitos Nocivos da Meditação

Existem pessoas que utilizam da internet para suas práticas de meditação, quer seja diária ou semanais. Utilizam aplicativos, tecnologia streaming. Sabe aquelas meditações online, música relaxante, que você coloca até fones no ouvido? Pois então…

Pessoas que utilizam de internet para suas práticas de meditação começam a apresentar sintomas como ansiedade, uma sensação niilista, dissociativa, transtorno borderline, paranóia, depressão e alucinações.

Um estudo feito pela Universidade College London, na Inglaterra, constatou que 25% das pessoas sofreram experiências desagradáveis durante ou após as práticas meditativas.

Isto acontece porque a meditação requer um processo de transmutação interior, limpeza ambiental e proteção espiritual. Não é somente sentar ou deitar e mandar ver.

Se você está se sentindo contaminado energeticamente, mesmo fazendo tudo direitinho, pode ser que aí seja a porta aberta do seu castelo. Reflita e analise com carinho.

A dica é:

  • Desligue seu celular durante sua meditação para estabelecer a verdadeira conexão com o seu verdadeiro precioso;
  • Limpe e organize física e energeticamente o ambiente em que você vai meditar;
  • Peça proteção espiritual para amparar você durante a prática;
  • Ative merkabas de proteção, se souber;
  • Exercite uma rotina de conexão com seu mundo interior, aprofunde-o e o expanda;
  • Reserve este momento para si mesmo.

 

Mas como faço com aquele video de meditação guiada, que gosto tanto mas que está no Youtube? Faça o download dele na plataforma onde ele estiver e o utilize sem a internet.

Se você seguir as dicas e o objetivo da meditação for a conexão com seu Eu Superior, Divina Presença, Energia Crística, seu Cristo Interno, enfim, com a energia do seu coração, a sensação de conexão e harmonização é instantânea.

Não há sensações ruins se você faz o link com a conexão verdadeira. Há a sensação de bem-aventurança, Ananda, a alegria interior como um estado natural do ser humano, conectado com seu Eu Superior.

portal-4436861_1920
Conexão é uma porta que se abre para dentro

A meditação é a prática mestra de conexão interior. Técnica sagrada de conexão de você com você mesmo.

Neste momento de quarentena é muito bom poder aprender a viver e conviver com um mundo sem a internet.

Afinal, como você se sairia nuns dias de apagões gerais, globais, sem a deusa Internet para guiar você?

Álvaro de Matos

 

Indo além da culpa

Quem aqui nunca se sentiu culpado? Na nossa cultura, por questões morais e religiosas, recomenda-se sentir culpado por determinada ação errada que trouxe consequências negativas.

É sinal de maturidade e de crescimento, dizem por aí. Como se ao auto-punir, a dor e o sofrimento autoimpostos significassem empatia, compromisso verdadeiro para resolver a situação e trouxesse resultados espirituais.

Contudo não é bem assim. Independente do que você sinta diante do ocorrido, toda ação tem uma reação. Há consequências  das quais você se torna responsável. Independente se você concorda ou não, se você assume ou se você aceita. Ou seja, ser responsável não precisa da sua aquiescência.

E a responsabilidade não significa culpa. São coisas completamente diferentes. Assumir a responsabilidade significa aceitar o erro, buscar o aprendizado da experiência e fazer algo para concertar efetivamente.

Mas e o karma? Karma é uma palavra em sânscrito para ação.  Não é uma lei cósmica criada para punir alguém pelo passado, mesmo porque em termos de física quântica quem define o passado é o futuro. Não há determinismos e fatalismos e uma pessoa sempre pode mudar seu futuro e o seu passado através do agora.

Então não há a obrigatoriedade de sofrer pelo mesmo mal que você fez no passado. Você, com suas crenças e guiado por hologramas é que decide, aceita e cocria isto, gerando um contrato de aprisionamento.

Da mesma forma é você que decide se sentir culpado. A culpa tem a função de punir. Para quê? A vida não cobra este pedágio. A questão da culpa é que ela te engessa energeticamente ao passado que é reforçado cotidianamente.

A forma-pensamento da culpa gera miasmas e afeta o campo eletromagnético da pessoa que se sente culpada. Ela por ressonância atrai vibrações pesadas daquela realidade traumática nas circunstâncias da sua vida no presente.

Claro que quanto maior o sentimento da culpa, maior é a sua força energética e o grau de interferência na vida da pessoa, uma vez que um miasma afeta a programação do DNA e se acopla na memória celular, interferindo na produção endócrina, podendo até gerar doenças.

A culpa afeta a autoestima da pessoa e a deixa sem vontade, paralisada, se julgando não merecedora de realização na área da vida em que existe a culpa e se torna um entrave, uma espécie de maldição autoimposta.

Se você quer se libertar do sentimento de culpa, indico um tratamento terapêutico holístico sem remorsos porque sempre é possível ser feliz.

Como exemplo da possibilidade de ir além da culpa, podemos citar a história de um santo tibetano, Milarepa, que aprendeu magia negra para se vingar do tio, matou mais de 30 pessoas num vilarejo e conseguiu ascensão na mesma encarnação!

Assim como nas palavras do físico, professor PHD da Universidade Nacional da Austrália, Andrew Truscott,  “O evento futuro faz o fóton decidir o passado”, nas suas mãos está a possibilidade de mudança.

Na terapia quântica a culpa será trabalhada através de um profundo trabalho de limpeza energética, alinhamento e desbloqueio dos chakras, gerando as transformações bioquímicas necessárias.

Como diz o poeta: sempre é bom “ver brotar o perdão onde a gente plantou“.

Bateu o interesse e quer agendar um atendimento com a gente?

https://solarquantico.blog/contato

Estamos juntos.

Álvaro de Matos

Terapeuta Quântico

Um pouco mais:

http://exame.abril.com.br/ciencia/na-fisica-quantica-o-futuro-define-o-passado/

https://super.abril.com.br/historia/jetsun-milarepa/

http://delas.ig.com.br/comportamento/autora-propoe-fisica-quantica-para-eliminar-problemas-cotidianos/n1237792244785.html

Um apoio à gestação

O processo da gestação é um daqueles momentos únicos e raros na vida, em que fica bem nítida a importância dos pequenos gestos e dos detalhes para a formação de algo tão grandioso e encantador, que aos poucos vai ganhando corpo e se desenvolvendo dentro da barriga materna.

Sempre é bom – e nunca é demais – o cuidado, o carinho, o zelo e a atenção para a formação da criança, como bem sente e faz a futura mamãe no pleno exercício do Poder Feminino.

O Solar Quântico oferece a Cura Quântica, que é uma poderosa ferramenta de apoio à gestação.

O que é Cura Quântica?

O Reiki é uma prática milenar, reconhecida pela Organização Mundial de Saúde desde 1962, é uma maravilhosa ferramenta que auxilia o equilíbrio físico, emocional e mental, através da imposição das mãos e ativação de símbolos.

No Solar Quântico trabalhamos com o desdobramento avançado do Reiki tradicional, com mais de 100 símbolos para as mais diversas situações, que proporciona benefícios em todos os aspectos da vida, para qualquer idade, sem contraindicações.

Como funciona?

A física quântica ensina que a energia forma a matéria e que os átomos possuem corpos sombreados, ou seja, cada átomo físico possui desdobramentos sutis. Durante uma sessão a energia atua nos desequilíbrios bioenergéticos, estimulando energeticamente pontos chaves dos corpos sutis da estrutura atômica, meridianos, chakras e áreas necessárias, modificando o campo eletromagnético do cliente.

Promove limpezas e ajustes nos corpos sutis que geram alterações bioquímicas no corpo físico, acelerando naturalmente processos de cura.

Não tenho doença, então preciso ser atendida?

A terapia não se aplica apenas a situações de doenças, mas a toda e qualquer desarmonia, seja orgânica, psíquica, emocional e mental. Pensamentos e emoções são energias e elas influenciam numa qualidade de vida, ou não. Qualquer área da sua vida pode ser trabalhada nas terapias do Solar Quântico.

Quais são os benefícios para a gravidez?

  • Indicado como tratamento complementar para gravidez de risco;
  • Trata situações de ansiedade, estress, medo e insegurança;
  • Diminui náuseas, insônias e desconfortos físicos;
  • Acalma e relaxa durante a gestação;
  • Trabalha a limpeza de memórias intrauterinas;
  • Estimula a melhor gestação e o desenvolvimento do bebê;
  • Harmoniza a mãe e o bebê;
  • Previne e trata a depressão pós-parto.

 Há um cunho religioso no tratamento?

Não. É uma terapia complementar ao tratamento médico e ao acompanhamento do pré-natal, sem restrições nem necessidade de credo.

As dúvidas persistem?  Pintou curiosidade?  Venha vivenciar a experiência de uma sessão com a gente.

É só entrar em contato no link abaixo.

https://solarquantico.blog/contato

Solar Quântico

A Energia do Coração

Você conhece o Instituto HeartMath? Fundado na Califórnia em 1991, seus pesquisadores comprovam cientificamente que o coração é uma poderosa sede que gera energia eletromagnética, retém e produz informação, num raio de ação que pode ser medido em até 03 metros.

Há uma conexão direta: o que seu coração produzir, sua mente acompanhará. E esta relação produz efeitos em você tanto no seu mundo interior, nas reações bioquímicas do seu organismo, quanto no seu mundo exterior, nos seus relacionamentos e no meio ambiente.

A seguir, compartilhamos o vídeo produzido pela Collective Evolution tendo por base as pesquisas do Institute of HeartMath.

A armadilha está no frasco

A depressão e a ansiedade, quando se torna Transtorno da Ansiedade Generalizada, são doenças e só quem está sentindo sabe da angústia e da tortura que está passando. O tempo não cura, mas sim agrava a situação e por isso é fundamental encontrar meios para retornar à saúde, seu bem mais precioso.

E a doença tem estágios. Entendo que numa situação mais grave uma medicação seja uma alternativa sensata, mas o perigo está quando se toma um antidepressivo e/ou ansiolítico na fase inicial da doença ou por um longo período.

Não há julgamentos nem críticas nesse artigo. Somente pontos para reflexão. Normalmente remédios como antidepressivos e ansiolíticos são uma armadilha que te prendem à doença. Então mais cedo ou mais tarde, se você quiser voltar a ter liberdade, você terá que lutar contra a medicação que você ingere.

Bem, mas afinal o que é um antidepressivo ou ansiolítico?  Um ansiolítico é um composto denominado de Benzodiazepínicos (BDZ) e atua como um calmante, um tranquilizante, para reduzir a ansiedade inibindo o sistema nervoso central. Já um antidepressivo (Prozac, Daforin, por exemplo) atua nos mecanismos neurotransmissores do cérebro, atua no ânimo e no humor da pessoa.

Um BDZ (como os famosos Rivotril , Valium e Lexotan e seus respectivos genéricos Clonazepam, Diazepam e Bromazepam) deprime o sistema nervoso central. Diminui a atividade cerebral. Sim, um BDZ faz com que você tenha problemas para se concentrar. Sim, um BDZ gera perda de memória. Sim, um BDZ causa depressão.

Esses medicamentos não foram feitos para se tomar de forma continuada. Apenas 08 semanas de uso de um BDZ é suficiente para você ficar dependente dele. E há a tendência de você precisar aumentar a dosagem para sentir o mesmo efeito. Como qualquer outra droga, é muito difícil a sua desintoxicação. Em alguns casos, a pessoa adquire além da dependência química, a dependência psicológica.

Já um antidepressivo tende a provocar aumento de pensamentos e comportamentos suicidas e agressivos. Por isso, a maioria deles não é recomendada para crianças e adolescentes, e mesmo aqueles que são requerem todo um cuidado, observação direta e apoio terapêutico e psicossocial.

O grande problema no uso de um antidepressivo é que ele afeta a operacionalização do cérebro a longo prazo e atua apenas nos sintomas da depressão. E sabe aquela história de que depressão é uma doença causada pelo desequilíbrio químico? Pois bem, é uma hipótese, uma teoria sem nenhuma comprovação científica.

Nesta onda há um risco real de que seu cérebro reduza a capacidade espontânea de produzir serotonina a nível adequado.  Há um risco real de você contrair uma “cegueira emocional”, se tornando indiferente. Há um risco real de você ter transtornos ligados à sexualidade. Há um risco real de perda de apetite, insônia e dor de cabeça crônica. Enfim há uma série de efeitos colaterais, que afetam cada pessoa de acordo com seu organismo e sua estrutura psíquica. A lista é grande.

Ou seja, no final das contas, aí está armadilha: ao se fazer um tratamento somente medicamentoso você poderá ficar dentro da “normalidade”, mas o preço será alto. E para piorar o quadro, não é difícil o tratamento ter por base as duas medicações (ansiolíticos e antidepressivos). Os efeitos colaterais deixarão você sempre em estado de alerta de ansiedade ou em depressão e atrapalharão seus estudos, seu desempenho profissional, o convívio social e afetivo, além do aparecimento de outras doenças físicas.

Agora se você está tomando um ansiolítico ou um antidepressivo e quer deixar de tomar não se desespere, nem se culpe, nem nada de negativo. Existem cuidados a serem tomados. O primeiro: nunca interrompa a medicação de forma brusca e sem conhecimento do médico. Uma crise de abstinência e ou de descontinuação é coisa séria.

Converse com seu médico e veja alternativas para ir diminuindo aos poucos a dosagem diária, respeitando você e seu ritmo.

E muito importante: busque terapias complementares e integrativas, que trabalharão o contexto todo de ver você como uma pessoa com riqueza interior para despertar e promover o equilíbrio, o bem estar e a cura.

Independente da sua situação atual de depressão ou ansiedade, sugiro que experimente e se dê de presente terapias que estimulem sua saúde (sem efeitos colaterais nem contraindicações, ufa!) como a psicoterapia, meditação, yoga, florais, aromaterapia, acupuntura e, claro….  a Cura Quântica com a gente.

É só entrar em contato no link abaixo.

https://solarquantico.blog/contato

Estamos juntos.

Álvaro de Matos

Terapeuta Quântico

Fontes:

http://www.hypeness.com.br/2015/01/rivotril-como-um-remedio-tarja-preta-se-tornou-um-dos-mais-vendidos-do-brasil/

http://super.abril.com.br/saude/nacao-rivotril/

http://www.huffpostbrasil.com/michele-muller/desequilibrio-quimico-no-_b_8118932.html

https://drauziovarella.com.br/dependencia-quimica/abstinencia-de-antidepressivos/

http://www.psiconlinews.com/2015/02/antidepressivos-aliviam-sintomas-mas.html

http://boaspraticasfarmaceuticas.blogspot.com.br/2011/11/antidepressivos-trazem-mais-prejuizos.html

http://www.anpad.org.br/diversos/trabalhos/EnEO/eneo_2014/2014_EnEO170.pdf

Reiki no SUS

Hoje é um dia importante, sexta feira 13: foi publicada no Diário Oficial da União a Portaria nº 145, de 11 de janeiro de 2017, que estabelece o Reiki como um dos procedimentos agora oficialmente adotados nos tratamentos de pacientes pelo SUS.

Ele reforça a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares do SUS, lançada em maio de 2006. Sim, há mais de 10 anos.

Trata-se de um avanço, ainda que atrasado, mas mesmo assim uma conquista para a população ainda mais porque engloba outras técnicas holísticas importantes como meditação, arteterapia, quiropraxia, musicoterapia e tratamentos naturopáticos e osteopáticos.

Esta Portaria reforça na nossa esperança no tratamento mais humanitário, na melhoria do clima organizacional para aqueles que vivem a rotina dos hospitais, inclusive para aqueles que trabalham na área médica.

O Reiki é descrito na Portaria como “prática de imposição de mãos que usa a aproximação ou o toque sobre o corpo do sujeito com a finalidade de estimular os mecanismos naturais de recuperação da saúde”

Aí está a frase solta que faz toda a diferença.  As práticas holísticas e complementares estimulam os mecanismos da cura, promovem a vitalidade natural do corpo físico e atuam fortemente na prevenção de doenças e enfermidades, olhando o ser humano como um todo.

O Solar Quântico oferece sessões de Cura Quântica.

Você conhece?

Precisamos falar sobre Depressão

A depressão é uma doença que afeta 350 milhões de pessoas no mundo, segundo estimativa da Organização Mundial de Saúde.  Depressão não é sinônimo de tristeza, de uma reação normal de tristeza, e seu diagnóstico é determinado quase sempre pelo conjunto de sintomas, de forma subjetiva, porque depende da qualidade da comunicação entre o médico e o paciente.

Sim, não há método de exame científico que identifique a depressão, que na maioria das vezes é tratada como uma doença crônica. Há uma pesquisa que aponta mudanças nos marcadores genéticos naqueles que estão em depressão, ou seja, quem está com depressão tem mudanças químicas no cérebro.

O tratamento medicamentoso é feito através dos chamados “antidepressivos”, que atuam no cérebro, com efeito imediato para alguns pacientes. Se não há efeito imediato, é receitado outro antidepressivo. E assim sucessivamente até encontrar um satisfatório. Aí a depressão é controlada. Entretanto o efeito na vida e no organismo das pessoas que utilizam antidepressivos a médio e a longo prazos – alguns no curto prazo de dois a três meses – é que são elas.

O fato é que é um erro tratar a depressão como um distúrbio químico do cérebro. Não é essa a causa. É uma das consequências. Quem tem depressão acaba gerando no seu cérebro uma disfunção química, da mesma forma que quem está apaixonado gera mudanças hormonais no seu corpo.

A depressão pode ter por base um trauma, um evento com forte carga emocional não resolvido, que tende a se agravar por não estar resolvido. Para outros a depressão tem uma causa espiritual. Para alguns a depressão tem ambas as causas, ou seja, tem fundo emocional e espiritual.

De qualquer forma, se a depressão persiste, vai minando a pessoa que começa a ter dificuldade em lidar com os problemas cotidianos que aparecem, problemas normais que todos nós temos. Aí surgem transtornos, síndrome do pânico e doenças físicas, que vão somando aos problemas e engessando a pessoa e a sua vida, como um todo.

Quem está deprimido quer sair da depressão, então o caminho é não ficar paralisado, porque é uma situação que não se resolve somente com o tempo. A depressão é uma crise e toda crise é uma oportunidade, já diziam os chineses há milhares de anos. E nas terapias holísticas e complementares a pessoa depressiva vai encontrar forças para promover essa mudança.

Com a Terapia Quântica uma pessoa pode se tratar da depressão, em qualquer estágio em que se encontre, de forma complementar ao tratamento alopático sem contraindicações.  Isso é possível através de:

  • Desbloqueio dos chakras;
  • Alinhamento energético;
  • Limpeza dos corpos sutis;
  • Desintoxicação dos átomos e moléculas;
  • Reações bioquímicas geradas no corpo físico a nível celular.

Além de todo apoio que a pessoa recebe no seu caminho de mudança para a cura.

O conjunto do tratamento promove a aceleração do processo natural de restabelecimento e elevação bioenergética da pessoa de forma integral, sem efeitos colaterais.

Estamos juntos.

Álvaro de Matos

Terapeuta Quântico

Chakras Vórtices de Energia

Além do corpo físico, todos nós possuímos um sistema energético, denominado de duplo etérico ou aura (sopro em latim). A ciência está cada vez mais atenta à sua existência. Não vamos discorrer sobre isso, mas apenas pincelar que há estudos sobre os campos magnéticos que os órgãos físicos emitem. Há aparelhos de medição biomagnéticas, chamados SQUID. Há exames de ressonância magnética….

Voltando ao tema, neste corpo energético existem vórtices de energias que desde 5.000 A.C os hindus, através dos Vedas denominam de chakras, que significa em sâncristo “roda”, disco”, ou “centro”.

Os chakras são, portanto, portais que ligam nossos corpos sutis ao corpo físico. São responsáveis pela absorção, contenção e distribuição da energia vital e ambiental. Na literatura falam de milhares de chakras, sendo os mais conhecidos os 07 chakras principais.

Existem tantos chakras porque eles são departamentalizados. Cada qual atua diretamente em determinada área da sua vida, no aspecto emocional, mental e físico. Alguns estão correlacionados com as glândulas endócrinas, outros com o sistema imunológico, e atuam diretamente nos órgãos físicos. Enfim, cada qual tem uma finalidade.

Os chakras estão em movimento e são de natureza mutável. Ficam conforme a qualidade da energia e da informação que por eles perpassam. Podem estar ativados ou não. Bloqueados ou não. Se movendo no sentido correto ou não. Com opacidade ou não. Na velocidade adequada ou então rápidos ou lentos em excesso.

Há uma interação direta do físico com os chakras, do duplo etérico com o corpo físico. Na verdade não há separação entre eles. O que você faz fisicamente afeta seu corpo etérico e  o estado dos seus chakras reflete o estado físico em que você se encontra.

Tendo isso em mente, você há de perceber a importância de ter chakras ativados, positivados e equilibrados para usufruir de uma qualidade de vida, para estabelecer para você uma vida feliz.

No Solar Quântico você receberá dicas sobre chakras e seus desbloqueios e poderá através dos atendimentos na Cura Quântica avançar naquilo que necessita, uma vez que chakras e meridianos são pontos trabalhados durante as sessões. Estamos juntos.

Álvaro de Matos

Terapeuta Quântico